Tipos de Anestesia para os Animais

Tipos de Anestesia para os Animais

Todo procedimento cirúrgico, seja uma limpeza de dentes, castração ou cirurgia ortopédica precisam ser feitos com o animal anestesiado. A anestesia é que vai garantir que ele não esteja sentindo dor, além de deixá-lo inconsciente por todo o procedimento. Assim, como para humanos, cada animal recebe a anestesia de uma maneira, então há riscos de algum efeito indesejado ocorrer, sendo esse reversível ou não.

 

A anestesia em cães e gatos pode ser inalatória ou injetável, geral ou local.

 

A anestesia geral, quando o medicamento é aplicado, promove a perda da consciência ou sono artificial, atua na supressão temporária da percepção dolorosa (analgesia), promove o relaxamento muscular ligado à ausência de reação de defesa contra uma agressão.

A anestesia local é a administração do medicamento apenas com finalidade de bloquear os impulsos nervosos do local a ser operado, sem que o animal fique completamente inconsciente.

 

A anestesia inalatória é mais segura do que a injetável, pois não precisa ser metabolizada pelo organismo para agir. Tem função através da inalação do remédio e, assim que o animal é retirado do anestésico e volta a inspirar ar puro, começa a voltar da anestesia, tendo um pós-operatório mais tranquilo. Para inalar o anestésico, o animal é entubado, e, além disso, precisa da presença de um anestesista veterinário com um aparelho específico para esse procedimento. É possível aumentar e diminuir a quantidade da anestesia em poucos minutos, de acordo com que a cirurgia vá sendo avançada ou encerrada. É mais segura para o coração e quando disponível, é a melhor a ser escolhida para animais idosos ou cardiopatas. Nesta anestesia os custos são mais altos e a necessidade de aparelhagem limitam um pouco o uso desse tipo de anestesia. Já as anestésicos injetáveis são aplicadas via intramuscular ou intravenosa e são os mais usados na medicina veterinária, por terem menor custo e não precisarem de aparelho específico. Na maioria das vezes, mais de um remédio é usado de uma só vez, os quais são escolhidos pelo médico veterinário de acordo com a saúde e a idade do animalzinho e de acordo com a cirurgia que será realizada. Há uma certa depressão cardiorrespiratória que a faz um pouco contraindicada para pacientes idosos, cardiopatas ou com problemas na função cardiorrespiratória. O melhor anestésico e o mais seguro deve ser bem avaliado para que a cirurgia possa ser feita, garantindo a saúde e o bem-estar do pet.

 
Traga seu animal para exames periódicos na Salvar Clínica Veterinária para check-up e manter seu animal vivendo de forma saudável. Para mais informações ligue (51) 3051.6978, temos plantão 24 horas